Sotaque e regionalismo

Quantas vezes tentamos adivinhar de onde é uma pessoa, pelo modo como fala? Provavelmente, a pista mais importante nessas situações seja o sotaque, ou seja, não só a maneira como ela fala, mas também a forma como pronuncia as palavras, que pode variar de acordo com a região ou país em que essa pessoa vive.

Nós também conseguimos identificar que um grupo pertence a determinado estado ou cidade, por conta de expressões específicas, que muitas vezes não são compreendidas por quem não faz parte do mesmo grupo. Aqui, entra em jogo o regionalismo, que de uma maneira simples pode ser definido como o emprego de palavras ou expressões peculiares a determinadas regiões.

Tanto o sotaque como o regionalismo revelam a pluralidade das formas de comunicar. No entanto, alguns estudos já mostraram que a compreensão de uma mensagem com sotaque necessita de mais tempo para ser processada, o que pode ser cansativo para o interlocutor. Em certas situações pode ser necessário suavizar o sotaque ou ampliar o uso de expressões para que a comunicação seja mais efetiva como, por exemplo, em algumas atividades profissionais.

É o seu caso? Um fonoaudiólogo pode te ajudar!

Sem comentários

Deixe um comentário